Início/empreendedorismo social, Notícias/Em parceria inédita, organizações da Rede Legado recebem estudantes franceses para programa de estágio

Em parceria inédita, organizações da Rede Legado recebem estudantes franceses para programa de estágio

Stephane Sena

Iniciativa é fruto da cooperação entre o Instituto Legado e a Association Passerelle France Brésil & Solidarités Lusophones

Três mestrandos de universidades da França vieram ao Brasil para um período de estágio voluntário em projetos de organizações socioambientais de Curitiba e Região Metropolitana. A experiência faz parte de uma parceria inédita firmada entre o Instituto Legado de Empreendedorismo Social e a Association Passerelle France Brésil & Solidarités Lusophones, organização sem fins lucrativos que trabalha com formação profissional e apoio à mobilidade internacional, por meio de intercâmbios e estágios para jovens franceses e de países lusófonos.

Os jovens estão finalizando seus mestrados nas áreas de Ciência Política, Comunicação, Relações Internacionais, Cooperação Internacional e Letras. A partir da aproximação com o ecossistema de empreendedorismo social brasileiro, eles estão colocando em prática seus conhecimentos para auxiliar o desenvolvimento de projetos que buscam transformar cenários por meio da redução de desigualdades, do protagonismo e da sustentabilidade. Além disso, estão conhecendo melhor a cultura brasileira: hábitos, culinária, arte e outros costumes locais.

O Instituto Legado atua há mais de cinco na formação de organizações da sociedade civil e negócios de impacto social. Por meio de seu programa de aceleração, o Projeto Legado, já capacitou 100 instituições e promove a conexão de pessoas com propósitos em comum por meio de uma rede que já reúne cerca de 500 empreendedores sociais. O programa está na quinta edição.

“O empreendedorismo social é uma prioridade para o desenvolvimento humano e social. A formação de com especialistas, como a rede do Instituto Legado, possibilita sinergias,compartilhamento de conhecimentos e de novas metodologias para os profissionais destes setores. Nós acreditamos que o Instituto Legado  é uma organização que pode representar a expertise brasileira na área de empreendedorismo social”, diz a gerente de projetos da Association Passerelle, Angela da Graça Pereira. A parceria se deu com a mobilização da gestora de projetos do Instituto Legado, Beatriz Groxco, responsável articular as organizações e fazer a seleção dos estudantes com base nas demandas e perfil das iniciativas sociais. 

O intercâmbio

Os mestrandos ficam no Brasil no período de dois a quatros meses, dependendo de cada projeto no qual atuarão. No início do ano, as instituições sociais fizeram o cadastro no programa e abriram as oportunidades de estágio, descrevendo em detalhes o perfil de cada vaga e a forma de contribuição para o desenvolvimento profissional e cultural dos estudantes. A Association Passerelle está divulgando as ofertas entre as universidades da França e os interessados estão se candidatando. Após a análise dos perfis, os estudantes serão selecionados. Há vagas para atividades como educação socioambiental, pesquisa, tradução, planejamento de projetos e parcerias estratégicas.

Experiências

Acelerada no Projeto Legado 2017, a Barco Sorriso é uma das organizações beneficiadas com o programa. A iniciativa, que leva atendimentos odontológicos gratuitos e educação em saúde a comunidades litorâneas isoladas, vai recebeu uma estudante de Comunicação de Marketing Global. O objetivo é que ela auxilie a criação e a evolução de projetos no setor. “Estamos bem felizes com a oportunidade. É uma troca de experiências muito boa, não só pela comunicação, mas principalmente pelo fato de ser uma troca de culturas”, diz a fundadora do Barco Sorriso, Lorayne Claudino.

Aurélia Jehel

A jovem é a Aurélia Jehel. “Graças a uma publicação no Facebook da Passerelle France Brésil, encontrei a oportunidade de fazer um estágio no Brasil, no Barco Sorriso. Tive uma entrevista com a Lorayne Claudino e fiquei realmente motivada pelo projeto deles, então decidi aceitar a oferta de estágio”, conta a estudante.

Na organização, Aurélia é responsável por assessoria de imprensa, relações públicas, comunicação digital e design. “É uma experiência muito gratificante para mim, em vários aspectos. Este estágio me permite descobrir uma nova cultura e um novo país. Além disso, como adoro o projeto Barco Sorriso, me sinto realmente envolvida com a organização”, afirma Aurélia, que planeja continuar apoiando o projeto quando voltar à França.

“Como tive a oportunidade de sair em missão com o Barco Sorriso, descobri as comunidades em que atua, o que torna tudo ainda mais interessante e satisfatório para mim. Eu tenho muita sorte de viver essa experiência e conciliar o interesse profissional e pessoal”, finaliza.

Experiência Completa

Uma das iniciativas que ganhou o investimento financeiro do Projeto Legado 2015, a Elo Apoio Social e Ambiental recebeu nos últimos quatros meses o estudante de Gestão na Universidade de Paris-Est Créteil (UPEC), Gilberto dos Santos, que carrega o sobrenome típico no Brasil por ter nascido em Cabo Verde, país lusófono.

“Ele atuou na escrita de projetos e busca de parcerias internacionais, nos ajudou a ter uma nova visão sobre o que fazemos. Foi uma participação muito boa, até queríamos que ele ficasse mais tempo”, diz a gerente executiva da Elo, Cláudia Rodrigues. Gilberto também participou de treinamentos, teve aulas de Português oferecidas por uma voluntária e ganhou um almoço de despedida da equipe. 

Também fez parte do programa a Passos da Criança, organização não governamental que promove o atendimento em contraturno escolar de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa recebeu a intercambista Victoria Gomma.