Modelagem de negócios: por onde começar

executivos-de-empresas-que-analisam-documentos-de-avaliacao_1936-604

A modelagem de negócios tem o objetivo de integrar todas as etapas de um empreendimento, trazendo mais organização, dinamismo e, consequentemente, melhores resultados

 

Paulo é voluntário em uma ONG de animais há dois anos e, de uns tempos pra cá, viu a vontade de criar um negócio no setor aumentar. Seu amigo João, por outro lado, já tem um negócio social, mas as vendas não vão muito bem e o impacto desejado não tem sido atingido.  Mesmo em duas fases diferentes, os dois amigos podem utilizar a modelagem de negócios tanto para tirar ideias do papel quanto para impulsionar atividades que já estão sendo realizadas. Essa ferramenta ajuda iniciantes a começaram um negócio e empresários a reverem a estratégia, melhorar os processos, aumentar vendas, reduzir custos e, consequentemente, conseguirem melhores resultados.

O que é modelagem de negócios?

A Modelagem de Negócios ou Modelo Canvas, como também é conhecida, é uma ferramenta desenvolvida pelo suíço Alex Osterwalder para facilitar o entendimento completo de um negócio. A modelagem funciona como um “norte” para o empreendimento, já que, por meio de um esquema visual, elenca os principais componentes da empresa, como as fontes de receita, recursos principais, atividades desenvolvidas, principais parcerias, entre outros. Ou seja, a modelagem tem o objetivo de analisar todas as fases de um projeto, a fim de integrar todas as etapas com mais organização, dinamismo e que, consequentemente, ocasionará em melhores resultados. O Modelo Canvas possibilita ao empreendedor elaborar inovações estratégicas que aumentam a competitividade da empresa e o impacto positivo desejado. Além disso, essa técnica pode ser feita tanto na fase inicial de um projeto ou com as atividades já em andamento. 

Cinco passos da modelagem de negócios 

Para iniciar a modelagem de iniciativas de impacto socioambiental, é preciso separar seu negócio em cinco grandes partes que devem indicar:

1) Nome e o tipo de solução proposta; 

2) Resumo sobre o desafio e o problema socioambiental que o negócio busca resolver, justificando a relevância da proposta (por quê); 

3) Descrição da solução proposta e como o serviço será ofertado (o que e como);

4) Atores envolvidos, desde colaboradores até parceiros externos, e onde se localizam (quem e onde); 

5) Aspectos quantitativos da proposta (quanto). Nessa etapa, o empreendedor deve considerar os recursos necessários para as atividades, formas de conseguir receita, cronograma para entregas e metodologias para verificação de resultados e impacto da solução proposta. 

Confira o exemplo de Modelo Canvas abaixo:

 

modelagem de negócios

Fonte: Livro Empreendedorismo Social e Inovação Social no Contexto Brasileiro

Dicas

Para te ajudar, separamos algumas dicas para você elaborar a modelagem de negócios do seu empreendimento. Confira:

  • Faça o esquema manualmente

Existem ferramentas que permitem a elaboração da modelagem online, como o Sebrae Canvas. Porém, a maneira ainda mais utilizada e recomendada é a forma impressa ou manual. Basicamente, imprimir ou desenhar a tabela em um quadro e utilizar post-its para preenchê-lo. Dessa forma, as ideias são organizadas e criam, de maneira visual, os processos do negócio. Assim, a criação é simples, rápida e fácil de ser testada e mudada, caso seja necessário. 

  • Procure diferentes pontos de vista 

Para a elaboração da modelagem de negócios, convide os colaboradores da empresa, voluntários e parceiros. Para isso, é preciso buscar e ouvir diferentes pontos de vista, com intuito de proporcionar uma criação com mais diversidade e com perspectivas múltiplas. Entretanto, se não for possível em grupo, apresente seu Modelo para outras pessoas posteriormente e peça opiniões. 

  • Não tenha medo de errar

A fase de modelagem é essencial para testar hipóteses, buscar coisas novas e sair da caixinha. Por isso, é comum que o empreendedor faça ajustes no Modelo Canva mais de uma vez durante todo o processo de execução, adequando a solução de acordo com as tentativas que deram sucesso. 

Modelo C

Em 2017, o Instituto de Cidadania Empresarial e uma série de parceiros, lançou a proposta do Modelo C, uma ferramenta voltada para negócios de impacto socioambiental e inspirada na junção do Business Model Canvas e da Teoria de Mudança. O objetivo é apoiar a criação de negócios que integrem efetivamente o modelo de negócios com a cadeia de geração de impacto social. Quer entender como funciona? Neste post, explicamos tudo e indicamos como usar o Modelo C.

 


Gostou do conteúdo? Modelagem de Negócios Sociais é tema do segundo módulo dapós-graduação presencial em Empreendedorismo e Negócios Sociais, desenhada pelo Instituto Legado em parceria com a FAE Business School. Clique aqui, para conhecer  o  curso e começar agora mesmo a gerar mais impacto social.

Assine nossa news e receba conteúdos exclusivos de impacto social!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp