Cadeia de valor nos negócios de impacto

cadeia de valor

Empreendedores que buscam gerar impacto positivo na sociedade a partir de negócios sociais precisam ter uma visão sistêmica e integral das atividades que desenvolvem e dos processos envolvidos. Por isso, neste post, vamos falar sobre o conceito de cadeia de valor e como ele está relacionado ao ecossistema de empreendedorismo social.

O que é cadeia de valor

A cadeia de valor pode ser entendida como um modelo estratégico que permite enxergar com clareza todos os processos, fornecedores, matérias-primas e pessoas envolvidas nas atividades da empresa, de modo que seja possível compreender o modelo de custo dos serviços/produtos oferecidos, os pontos de diferenciação e os aspectos a serem melhorados. Criado por Michael Porter na década de 1980, o modelo tem o objetivo de gerar vantagens competitivas às empresas e envolve duas categorias de elementos: Atividades Primárias (logística interna, operações, logística externa, marketing e vendas) e  Atividades de Apoio (aquisição, desenvolvimento de tecnologia, gerência de recursos humanos e infraestrutura).

Cadeia híbrida de valor

Se a ideia de cadeia de valor trata, principalmente, de competitividade, como pode ser entendida  sob a perspectiva dos negócios sociais, ou seja, os empreendimentos que buscam gerar lucro ao mesmo tempo em que pretendem criar soluções para os problemas da sociedade, gerando impacto positivo? Por causa dessas especificidades, Bill Drayton e Valeria Budinich, lideranças da Ashoka, propuseram o conceito de cadeia híbrida de valor, que capitalizam forças de empreendimentos sociais e corporações para aumentar os benefícios à sociedade e reduzir os custos.

Um exemplo dado por Drayton e Budinich, em artigo publicado na revista Harvard Business Review, é o da Aurolab, organização indiana que produz lentes de contato para restaurar a visão de pessoas com catarata. Reestruturando seus custos de fabricação, o empreendimento social conseguiu reduzir o preço das lentes de US$ 300 para US$ 10. De acordo com os autores, a cadeia de valor híbrida representa uma mudança sistêmica na maneira como as empresas e as iniciativas sociais interagem. São colaborações que redefinem o valor de maneiras inovadoras.

Impacto social pensado integralmente

Para construir uma cadeia de valor híbrida, é preciso ter clareza sobre os pontos indicados na cadeia de valor tradicional, isso inclui pensar no impacto positivo gerado não só para o cliente final, mas também para todo o ecossistema envolvido. De onde vem a matéria-prima? Quem são os fornecedores? Quem está envolvido na produção recebe uma remuneração justa? Como parcerias estratégicas de impacto positivo podem ajudar a reduzir custos? As lideranças do negócio são empáticas, despertam confiança e sabem trabalhar em equipe? O negócio segue boas práticas de sustentabilidade e conservação do meio ambiente? A comunidade é envolvida nas ações? O compromisso com o impacto social precisa estar presente em todas as etapas.

Qual é a cadeia de valor do seu negócio? Para entender melhor esse e outros temas voltados à gestão de iniciativas de impacto socioambiental positivo, conheça o conteúdo oferecido pela pós-graduação em Empreendedorismo e Negócios Sociais, desenhada pelo Instituto Legado e oferecida pela FAE Business School. Clique aqui para saber mais.

 

Imagem: pch.vector/Freepik
Texto: Stephane Sena

Assine nossa news e receba conteúdos exclusivos de impacto social!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp