sustentabilidade em casa

Como praticar a sustentabilidade em casa

Confira dicas úteis e comece a colocar em prática ações de sustentabilidade em casa

Quantas sacolinhas de mercado você utiliza por mês? E os saquinhos plásticos de frutas, verduras ou produtos a granel? Você é daqueles que não sabem direito como separar o lixo e acabam misturando tudo? Está refletindo sobre a sustentabilidade em casa? É possível que você nem perceba, mas pequenas atitudes no dia a dia contribuem para algo muito maior. Segundo dados do Banco Mundial, o Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo, com 11,3 milhões de toneladas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. Desse total, cerca de 10,3 milhões de toneladas foram coletadas (91%), mas apenas 145 mil toneladas (1,28%) são efetivamente recicladas. A pesquisa também mostra que no Brasil o desperdício anual de alimentos representa uma perda de 12 bilhões de reais.

Os números são alarmantes, mas com o crescente debate sobre  mudanças climáticas, desmatamento desenfreado e todo o impacto da ação humana no meio ambiente, a preocupação em adotar práticas mais sustentáveis tem ganhado cada vez mais força. Com o isolamento social e as pessoas cumprindo a quarentena em suas casas, a geração de lixo domiciliar tende a aumentar. Separamos algumas dicas de como praticar a sustentabilidade em casa. Confira:

  • Separe o lixo corretamente 

Para muitos parece óbvio, mas separar o lixo corretamente não é uma prática unânime. Segundo uma pesquisa realizada pelo Ibope em 2018, quatro em cada dez brasileiros não separam o lixo orgânico do reciclável e 76% não fazem a separação por tipo de material – vidro, plástico, papel, metal e orgânico. A separação correta do lixo auxilia no processo de reciclagem, que diminui a retirada de matéria-prima da natureza, economiza água, reduz a quantidade de resíduos em lixões ou aterros sanitários e também é fonte de renda para catadores. É válido ressaltar que na hora do descarte, para evitar as sacolinhas plásticas, você pode usar sacos de pão.

  • Pratique a compostagem

Restos e cascas de frutas que iriam para o lixo, ficando expostos em aterros sanitários, podem ter um destino muito mais consciente. Com técnicas de compostagem – a prática de reciclar matéria orgânica, como restos de frutas e verduras, transformando em terra fértil – é possível diminuir o acúmulo de lixo, e consequentemente, reduzir a quantidade de sacolinhas usadas para o seu descarte. Além disso, com a compostagem, é possível criar uma horta em casa, consumir produtos que você mesmo cultivou e unir duas ações sustentáveis em uma só.

  • Apague as luzes

Deixar as luzes acesas em cômodos que não estão sendo usados gera muito desperdício. Evite deixar as lâmpadas acesas ao sair de um lugar e aproveite mais a luz natural do dia. Mas qual a relação das luzes com o meio ambiente? Praticamente toda a energia distribuída no Brasil é gerada por usinas hidrelétricas. Quanto mais energia for usada, mais água será preciso.

  • Compre alimentos orgânicos

O uso de agrotóxicos nas plantações pode desencadear a contaminação e a poluição do solo, da água e do ar, além de gerar riscos à saúde A produção orgânica, por outro lado, não faz uso de agrotóxicos e de adubos químicos. Além de não gerar toda a poluição no ambiente,  beneficia o crescimento da biodiversidade na região e também gera renda para famílias que vivem da agricultura. Hoje existem várias iniciativas que conseguem conectar produtores e consumidores, vale pesquisar e descobrir a opção mais próxima de você.

  • Congele alimentos que vão estragar

Para ser mais praticar a sustentabilidade em casa, evite o desperdício de alimentos. Quando perceber que os alimentos estão começando a ficar “batidos” e manchados, guarde no congelador. É possível fazer inúmeras receitas com frutas congeladas, como sorvetes e smoothies. Mas lembre-se de guardar em potes reutilizáveis, nunca em sacolinhas plásticas, ok?

  • Pense bem antes de comprar

Ao nos deparamos com uma baita promoção na internet, fica difícil resistir à vontade de comprar por impulso. Mas é muito importante pensar duas vezes e ter certeza de que você realmente precisa do produto ou se é apenas vontade passageira. Parar de comprar coisas sem necessidade continua sendo uma das principais formas de reduzir a produção de lixo.

  • Substitua os plásticos 

A maioria das pessoas sabe que o plástico segue sendo um dos maiores vilões na preservação do meio ambiente. Estima-se que o material demore mais de 400 anos para se decompor. Por isso, substituir o plástico no dia a dia, seja optando por ecobags ao fazer compras no supermercado ou deixando de lado as garrafas e copos descartáveis, é fundamental. Se não for possível substituir, tente reutilizar os objetos plásticos o máximo de vezes que puder, até conseguir fazer a troca.

Consultoria em sustentabilidade

Foi pensando em unir a preservação do meio ambiente com o desenvolvimento sustentável de comunidades em área de conservação que nasceu o negócio social COAME. A iniciativa selecionada para o Projeto Legado 2020, oferece consultoria ambiental, mentorias e elaboração de projetos sustentáveis para pessoas, comunidades, empresas e instituições.

Segundo a geógrafa, Judária Maia, CEO e responsável técnica da COAME, a ideia de criar o negócio surgiu ao perceber que existia uma grande lacuna do mercado em empresas de consultoria que tivessem um forte cunho de responsabilidade socioambiental na prática. “Por meio de soluções inovadoras e de saberes culturais, promovemos o desenvolvimento de comunidades que vivem em Unidades de Conservação de forma mais sustentável, transformando as limitações de cada um em potencialidades”, conta.

Para isso, a iniciativa conta com quatro frentes de atuação: assessoria ambiental, elaborando estudos para implantação e funcionamento de empreendimentos; projetos sustentáveis para elaboração e execução de ações que otimizem recursos, com base no reaproveitamento de resíduos e da água; capacitações por meio de cursos técnicos, oficinas, palestras e workshops com o intuito de difundir o assunto;  e o programa Comunidades Sustentáveis, que promove o empreendedorismo comunitário, turismo ecológico e a preservação de recursos naturais na comunidade.

Projeto Legado 2020

Sobre a participação no Projeto Legado 2020, Judária conta que a experiência tem sido de muita aprendizagem. “Com as capacitações do programa, nós estamos criando um modelo de negócio para dentro das comunidades, que ainda não tínhamos. Nossa empresa está passando por muitas mudanças positivas nessa jornada”, conta. Para saber mais sobre a COAME, acesse o site.

Quer saber mais sobre as capacitações e conhecer outras iniciativas que estão participando do Projeto Legado 2020? Acesse o link

Assine nossa news e receba conteúdos exclusivos de impacto social!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp