avaliação de impacto

As 5 dimensões do impacto social

Para gerar transformações, é preciso entender o que é impacto social e quais são as suas dimensões. Conheça características práticas e exemplos reais

Se você atua ou quer atuar no ecossistema de empreendedorismo social, sabe que gerar impacto social positivo é a grande missão do setor. Mas você entende o que é impacto social e quais são suas dimensões? Dominar conceitos e fundamentações é essencial para construir iniciativas transformadora. Neste post, vamos falar sobre as cinco dimensões do impacto social.

Segundo o Guia Prática de Avaliação para Negócios de Impacto Social publicado pela aceleradora Artemísia, os impactos podem ser vistos como os efeitos finais ou mudanças desejadas em última instância por uma iniciativa/empreendimento. O impacto é sempre algo para o qual se colabora e quase nunca algo que seja possível realizar sozinho, afinal, há uma série de fatores externos que também podem influenciar o cenário em que se está trabalhando. 

Para alcançar o resultado esperado e gerar impacto positivo real, é importante ter clara definição de impacto social e suas características tangíveis. De acordo com a Artemísia, essas são as cinco dimensões do impacto social:

1) Diminuem custos de transação 

Pela dificuldade de acesso, pessoas que vivem nas periferias brasileiras acabam pagando mais caro pelos menos produtos e serviços que os moradores dos grandes centros urbanos. Isso tendo em vista que, em geral, os espaços que essas pessoas ocupam são marcadores de desigualdades de renda, escolaridade e até de acesso a serviços públicos. Os empreendimentos de impacto pode colaborar com a diminuição dessa assimetria ao oferecerem produtos e serviços que diminuam ou eliminem barreiras de acesso a bens e serviços essenciais. Um exemplo é o negócio social Enjoy Alimentação Orgânica, que nasceu da parceria com produtos orgânicos do extremo sul da cidade de São Paulo. O objetivo é vender alimentos saudáveis com preços mais baixos para moradores da periferia.

2) Reduzem condições de vulnerabilidade  

A condição de vulnerabilidade refere-se à fragilidade a que uma pessoa fica exposta em situações de risco. Pessoas de baixa renda estão sujeitas a condições de vulnerabilidade com mais facilidade e frequência, especialmente em situações de crise (perda de bens, doenças, falecimentos e gravidez não planejada). Iniciativas de impacto podem oferecer produtos que facilitem a proteção de bens conquistados e a antecipação ou prevenção de riscos futuros, como seguros de vida, saúde, trabalho e assistência funeral. 

3) Ampliam possibilidades de aumento de renda

O aumento de renda não deve ser entendido apenas como o aumento quantitativo de dinheiro, mas como a ampliação das possibilidades de escolha, o que contribui também para a redução da condição de vulnerabilidade. Empreendimentos de impacto podem atuar no aumento das oportunidades de emprego estável ou na melhoria das condições de trabalho do microempreendedor. A Aliança Empreendedora é um exemplo de iniciativa que atua com o objetivo de oferecer a microempreendedores de baixa renda e grupos produtivos comunitários de todos os setores e idades o apoio que eles precisam para desenvolver os seus negócios. 

Em 2017, o Instituto Legado se uniu à Aliança Empreendedora, ao Governo do Estado do Paraná e à Audi para realizar o Empreendedorismo na Comunidade, projeto que teve a missão de transformar a realidade das comunidades de São José dos Pinhais (PR) e seu entorno. Os participantes receberam capacitações gratuitas em gestão. Três deles receberam investimento financeiro totalizando R$ 25 mil.

4) Promovem oportunidades de desenvolvimento

A falta de oportunidades compromete o pleno desenvolvimento dos potenciais humanos e sociais e as iniciativas de impacto podem gerar soluções inovadoras para mudar esse cenário. No Brasil, existem vários projetos que se dedicam a atividades como redução dos índices de analfabetismo e combate à evasão escolar. Cinco exemplos inspiradores já foram listados aqui no blog do Legado. 

5) Fortalecem a cidadania e os direitos individuais

Pessoas de baixa renda podem estar privadas de direitos individuais básicos de vida, liberdade e segurança, como o acesso à moradia digna e regularizada. Empreendimentos de impacto podem contribuir para o fortalecimento da cidadania por meio de produtos e serviços essenciais para uma qualidade de vida digna. TETO e Moradigna são alguns exemplos de ações voltadas à moradia. 

A TETO é uma organização baseada no trabalho colaborativo entre o voluntários e a comunidades para gerar soluções concretas para melhorar as condições de vida no local. Entre ações desenvolvidas, há a construção de casas emergenciais para populações em vulnerabilidade. Já o Moradigna atua melhorando as condições de moradia. Oferece pacotes para reformar casas com qualidade, segurança e baixo custo.

Gostou do conteúdo? Para aprofundar seus conhecimentos em impacto social, conheça a pós-graduação em Empreendedorismo e Negócios Sociais, desenvolvida pelo Instituto Legado e oferecido pela FAE Business School.

Assine nossa news e receba conteúdos exclusivos de impacto social!

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp