Início/Rede/O impacto social do Menino Deus

O impacto social do Menino Deus

A oportunidade de desenvolver um trabalho social na Associação Menino Deus, junto a crianças em situação de vulnerabilidade social em uma comunidade da periferia de Piraquara-PR, é única, que nos possibilita ampliar o nosso desenvolvimento pessoal e profissional de forma inigualável, bem como desenvolver sensibilidades para enxergar o próximo como a nós mesmos, como alguém digno que merece ter todas as oportunidades possíveis.

Também nos permite conhecer muitas pessoas que buscam algo em comum nas causas sociais, dar o melhor de si, doar-se e oportunizar o desenvolvimento ao seu redor. Perceber que existem muitas pessoas boas neste mundo faz parte das vivências de quem integra este cenário. Criar esperanças de que o nosso mundo tem jeito sim e que depende de nós mesmos, que somos seres capazes de criar mecanismos de transformação do que não nos satisfaz.

Possibilita-nos também perceber que as mudanças que buscamos em nossa sociedade não dependem única e exclusivamente de mudanças politicas ou que é somente do poder público esta responsabilidade, mas que temos por obrigação buscar as mudanças e que elas iniciam em nós mesmos, pois somos nós que criamos a sociedade que temos hoje.

Vivemos em uma sociedade extremamente excludente e desigual de oportunidades, realidade esta que se perpetua desde a colonização de nosso país e, para mudar esta realidade, a educação e a oportunidade de aprendizagens é o caminho mais satisfatório. Sabendo disso, tornam-se necessárias ações de longo prazo que coloquem a educação em primeiro plano e ações estratégicas de enfrentamento as diferenças e desigualdades sociais, pelas ações de politicas publicas existentes.

A participação do Projeto Legado, em 2013, nos permitiu enxergar que o impacto que criamos na comunidade vai muito além dos números de crianças e adolescentes atendidos. Nossos resultados também estão nos empregos que são gerados, na comunidade que se transforma ao nosso redor, e nas ações de gestão implementadas que possibilitaram novas visões dentro e fora da organização, derrubando barreiras imagináveis e nos emponderando como gestores que somos.

Hoje podemos perceber que a criança integrante dos Projetos Sociais desenvolvidos na Associação Menino Deus obtém resultados de desempenho escolar muito mais satisfatórios do que as que não participam reduzindo o índice de repetência escolar em mais de 85%. Possibilitar a participação em oficinas integradoras em diferentes áreas do conhecimento, como Ballet ou Matemática, Língua Portuguesa ou Artes Marciais, possibilita ao aluno acesso a novos saberes e desenvolvendo de suas potencialidades.

A participação no Projeto Legado também nos permitiu expandir nosso atendimento. Através do investimento em gestão aumentamos o número de beneficiários em mais de 40%, além de uma significativa melhora na qualidade de atendimento. Nas finanças, melhores resultados no índice de captação de recursos conquistando a aprovação em pelo menos metade dos projetos apresentados, e ainda o aprimoramento da aplicação dos valores.

Os desafios ainda são imensos para as organizações em nosso país,  pois apesar desta  atuação já estar mais do que comprovada em eficiência e competência nas comunidades onde atuam, tanto pelas oportunidades que são ofertadas, quanto pelo impacto positivo e transformações geradas, este esforços não estão devidamente reconhecidos nos espaços políticos nem por seus gestores, que poderiam assumir neste processo a defesa dos interesses públicos e coletivos da sociedade, buscando através destas parcerias atingir um público com resultados que sozinho o ente público não consegue.

As dificuldades financeiras enfrentadas pelas Ongs, em especial na captação de recursos, esbarram muitas vezes em barreiras burocráticas que de nada servem a não ser para possibilitar que o nosso pais continue a aparecer no ranking da educação com números vergonhosos. Muitas dessas dificuldades se atribuem à falta de apoio e sensibilidade do poder publico. O que poderia ser facilmente sanado com uma maior aproximação dos gestores governamentais para esta realidade.

Apesar de todos os desafios, o trabalho gerado pelas organizações  sociais cumpre seu papel de existência e de luta pela causa que  desenvolvem, proporcionando melhores resultados nas comunidades, afinal, não é segredo para ninguém que no nosso pais, muitos atletas, artistas e outros profissionais em destaque foram integrantes oriundos de projetos sociais.

Todos podemos fazer parte de uma história de transformação: buscando uma organização, contribuindo com um pouco de tempo, sendo um voluntário! Afinal, fazer o bem é um exercício do que podemos ser de melhor, e antes de mais nada, para nós mesmos.

Adriana Tenório
Coordenadora de Projetos Sociais da Associação Menino Deus, capacitada e financiada pelo Projeto Legado 2013, do Instituto Legado de Empreendedorismo Social.

17/03/2017|Rede|