Início/empreendedorismo social/Instituto Aurora lança financiamento coletivo para pintar painel em homenagem a defensoras dos direitos humanos

Instituto Aurora lança financiamento coletivo para pintar painel em homenagem a defensoras dos direitos humanos

Vaquinha virtual #AsFacesdoMuro busca recursos para viabilizar arte em grafitti. Cinco mulheres que marcaram a história – uma delas escolhida por voto popular – serão parte de um painel urbano em Curitiba.

O Instituto Aurora quer promover a empatia e espaços livres de discriminação dentro da temática dos direitos humanos. Por isso, lançou na última semana a campanha de financiamento coletivo #AsFacesdoMuro, que tem por objetivo arrecadar recursos que vão subsidiar a pintura de um painel urbano no muro do Colégio Tiradentes, em Curitiba. A atividade integra o projeto de educação em direitos humanos “Novas Lentes, Novas Mentes”, realizado no ambiente escolar. O rosto de cinco mulheres reconhecidas pela luta por direitos no Brasil e no mundo serão estampados na parede que fica na região central de Curitiba, em frente ao Passeio Público. Além de doar online, a população também pode participar de uma enquete e votar para escolher a 5ª mulher a integrar o painel.

Com a concepção de que a luta por direitos é coletiva, o Instituto Aurora busca levar esclarecimento à população a respeito do conjunto de valores defendidos pelos direitos humanos e promover uma cultura de paz; para isso, vai pintar o rosto de importantes personalidades históricas que atuaram pela causa. De acordo com a Anistia Internacional, em todo o mundo o número de mortes de pessoas que defendem direitos está crescendo e o Brasil é o país que mais mata essas pessoas na América Latina, o que torna o debate público sobre o tema ainda mais urgente. “Por conta da distorção que existe sobre o termo, esquecemos que quando falamos de “defensores de direitos humanos” estamos falando de pessoas que lutam pela garantia da liberdade de expressão, que batalham pela educação de crianças e jovens, que se posicionam contra a tortura. Ou seja, todos nós deveríamos ser defensores de direitos humanos”, argumenta a presidente do Instituto Aurora, Michele Bravos.

Criada pelo artista Cleverson Pacheco, a pintura do rosto da vereadora carioca Marielle Franco, assinada há um ano no Rio de Janeiro, foi o primeiro a dar vida ao painel, em 2018. Com a ajuda do crowdfunding, o Instituto Aurora e os alunos do Colégio Tiradentes, instruídos por artistas, vão completar a tela ao ar livre pintando o rosto de outras três mulheres importantes para a promoção de diálogos de paz: Atena Daemi (do Irã), Me Nam (do Vietnã) e Malala Yousafzai (do Paquistão). A quinta face a compor a pintura será de uma mulher com atuação brasileira escolhida pelo público em uma votação online. A paranaense Zilda Arns, a ambientalista Dra. Dorothy Stang e a mulher que deu nome e voz à Lei Maria da Penha, são os nomes propostos pela campanha. A enquete está disponível em: bit.ly/enqueteasfacesdomuro. “Esse painel urbano é um convite para encorajar a população a ser incansável na busca por garantia de direitos a todas as pessoas, entendendo que essa deve ser uma luta apartidária e uma cultura a ser compartilhada e vivida”, defende Michele Bravos.

Para cobrir os custos, o Instituto Aurora espera arrecadar R$ 4.500,00 por meio da campanha de financiamento coletivo online. Para doar, basta acessar o link (bit.ly/asfacesdomuro) até 26 de abril e escolher o valor desejado: a campanha aceita qualquer quantia em dinheiro. Os doadores concorrem a um kit com ecobag, cartaz A4 e adesivos personalizados do Instituto Aurora.

Novas lentes, novas mentes

O Novas Lentes, Novas Mentes é um projeto de educação para direitos humanos realizado pelo Instituto Aurora em parceria com o Colégio Tiradentes. Consiste em trabalhar com os estudantes o desenvolvimento da empatia, o reconhecimento dos direitos humanos garantia de uma vida digna a toda as pessoas sem discriminação e a construção de uma cultura de paz, tanto no ambiente escolar, quanto na cidade. Como parte do projeto, os estudantes participaram – e participarão em 2019 – de uma oficina de grafitti com o artista curitibano Cleverson Pacheco, Café, responsável pela autoria de inúmeros painéis urbanos em Curitiba e outras cidades do Paraná.

Sobre Instituto Aurora

Com atuação desde 2017, o Instituto Aurora tem como objetivo contribuir para compreensão de nossa humanidade comum, por meio de diálogos de paz, agindo em duas frentes de atuação: (I) Programa de Empoderamento, com ações voltadas às minorias políticas, no qual trabalha o fortalecimento de identidades; e (II) Programa de Educação em Direitos Humanos, no qual realiza atividades com a sociedade em geral com o objetivo de transformar o senso comum sobre o que são direitos humanos e, assim, promover espaços livres de discriminação. O Instituto Aurora acredita que a arte é a força para abordar esse grande tema, pois possui uma linguagem que se conecta com as pessoas, sensibiliza e alcança transformações efetivas.