Abordagem inspirada no processo criativo dos designers pode ser aplicada na geração de impacto positivo

Criado na área de design mas utilizado por outros setores, o design thinking é uma ferramenta prática, crítica e criativa para resolver problemas. Também é um importante aliado de quem busca criar inovações socioambientais. Segundo o CEO da IDEO, Tim Brown, um dos responsáveis pela popularização do conceito, o Design Thinking é uma abordagem centrada no ser humano para a inovação que se baseia no kit de ferramentas do designer para integrar as necessidades das pessoas, as possibilidades da tecnologia e os requisitos necessários para o sucesso do negócio.

O Design Thinking está baseado em três principais valores:

Empatia: Para entender o desafio a fundo, é importante deixar de lado preconceitos e se colocar no lugar do outro. Quando compreendemos outros contextos, outras histórias e experiências, o processo de aprendizagem e assimilação é muito mais efetivo.

Colaboração: O Design Thinking trabalha com a ideia de que o trabalho em equipe gera melhores soluções. Unir diferentes pontos de vista para um mesmo problema, pode contribuir com soluções capazes de gerar transformação e impacto positivos.

Experimentação: Aqui, a solução sai do papel e vai para o campo da ação para ser testado e analisado. O experimento ajuda descobrir os pequenos erros e permite melhorias constantes.

Design Thinking aplicado à Inovação Social

Em 2010, a revista Stanford Social Innovation Review publicou o artigo Design Thinking para Inovação Social, escrito por Tim Brown & Jocelyn Wyatt. O texto lembra que o Design Thinking depende de nossa habilidade em sermos intuitivos, reconhecermos padrões, construirmos ideias que tenham significação emocional assim como sejam funcionais. Um de seus principais benefícios é que cruza os limites tradicionais dos setores público, privado e sem fins lucrativos ao permitir que soluções de alto impacto venham da base, em vez de serem impostas de cima a baixo.

Thierry Mougenot dos Reis traduziu com exclusividade para a Pós-Graduação em Empreendedorismo Social e Negócios Social o artigo publicado no Stanford Social Innovation Review. Clique aqui para ler o conteúdo completo e conhecer exemplos práticos de Design Thinking aplicado ao empreendedorismo social e os diferentes processos envolvidos na criação de soluções.