Atento ao estado de pandemia declarado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Instituto Legado, junto à sua comunidade de empreendedores sociais, decidiu aderir ao movimento #FlatenTheCurve. Com isso, adotamos o regime de trabalho remoto por 15 dias, período em que as atividades presenciais da equipe interna e o funcionamento do Legado SocialWorking estarão suspensas. Entendemos a gravidade do momento e a responsabilidade que temos com nosso ecossistema.

O que é o #FlatenTheCurve 

Trata-se de um movimento que procura fazer o distanciamento social para ajudar reduzir a velocidade com que o novo coronavírus (Covid-19) é transmitido. A curva da epidemia, um gráfico estatístico usado para visualizar quando e a que velocidade novos casos são relatados, poderia ser achatada, em vez de poder aumentar exponencialmente. Isso resultaria em menos pessoas infectadas e evitaria a superlotação dos sistemas de saúde.

Rede de Apoio em Curitiba

Além de tomar as medidas internas, o Instituto Legado integrou a Brigada Cívica Covid-19, um grupo de pessoas engajadas na mobilização de recursos para contribuir com as famílias em situação de vulnerabilidade social, com os esforços públicos e com os hospitais. Em seu manifesto, a Brigada faz um apelo a todos que tem recursos para contribuir – sejam técnicos ou tecnológicos, financeiros, de consumo ou de produção – e que tenham o desejo de fazer parte do movimento, que façam parte.

“Como precisamos ter ações concretas e de rápida eficácia, estamos trabalhando neste momento em duas linhas. A primeira é a Rede de Apoio, um esforço de arrecadação de alimentos para as pessoas de baixa renda que vão precisar ficar confinadas. A segunda, uma rede de conexão entre empreendedores, empresários e hospitais, com o objetivo de analisar problemas e propor soluções”, explica o grupo no manifesto. Aqueles que desejam participar podem acessar: https://chat.whatsapp.com/HbI0bjsoTAX7Xx6bOHmYXL

Além disso, o Instituto Legado também participou da elaboração da iniciativa Inova Contra Coronavírus, uma plataforma que reúne e convida empreendedores sociais, fundadores de startups de impacto social, transformadores sistêmicos e gestores de filantropia empreendedora para proporem e executarem soluções que minimizem os efeitos sociais da pandemia.

Saiba mais sobre a Covid-19 e como se proteger

A Covid-19 é uma doença infecciosa descoberta recentemente e causada pelo novo coronavírus. Tanto vírus quanto a doença eram desconhecidos antes do surto em Wuhan, na China, em dezembro de 2019. Segundo a OMS, os sintomas mais comuns da Covid-19 são febre, cansaço e tosse seca.  Cerca de 1 em cada 6 pessoas infectadas desenvolvem uma doença grave e têm dificuldade para respirar. As pessoas idosas e as que têm condições médicas subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos, asma ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves. A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento especial.

Como a doença se espalha: Uma pessoa pode contrair a Covid-19 por meio do contato com alguém que está infectado com o vírus. A doença pode se espalhar de pessoa para pessoa através de gotículas do nariz ou da boca que são lançadas quando uma pessoa infectada tosse ou exala. Essas gotículas caem sobre objetos e superfícies ao redor da pessoa. Portanto, é importante ficar tomar medidas de prevenção:

– Lave bem as mãos e com frequência usando água e sabão e use álcool em gel;

– Mantenha uma distância mínima de 1 metro entre você e outras pessoas;

– Evite tocar nos olhos, nariz e boca;

– Cubra a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel quando tossir ou espirrar. O lenço usado deve ser descartado imediatamente;

– Mantenha superfícies, como maçaneta e corrimão, sempre higienizadas;

– Se puder, fique em casa. Se você tiver febre, tosse e falta de ar, procure atendimento médico urgente.

– Mantenha-se informado sobre a Covid-19, com base em órgãos oficiais e sites de confiança.