Início/Rede/Cidadão do Mundo: sinergia como ferramenta de mudança

Cidadão do Mundo: sinergia como ferramenta de mudança

É sempre motivador trabalhar ao lado de pessoas que nos inspiram e têm propósitos parecidos com os nossos. Quando se trata de negócios sociais, a integração, o diálogo e a cooperação entre diferentes organizações podem resultar iniciativas incríveis.

Esse é o caso do Cidadão do Mundo, um projeto que tem por objetivo integrar, capacitar e gerar renda para imigrantes e refugiados que estão no Paraná. A iniciativa é fruto da interação de dois negócios sociais: Badu Design, que faz um trabalho de empoderamento feminino por meio do artesanato, e Linyon, que oferece requalificação profissional para refugiados.

Tudo começou durante o Projeto Legado 2016, quando as empreendedoras sociais Marcela Milano (Linyon) e Ariane Santos (Badu Design) se conheceram. “Nós vimos que tínhamos atividades complementares e pensamos em unir os dois trabalhos porque, muitas vezes, refugiados e imigrantes chegam aqui sem condições para se estabelecer e precisam de recolocação no mercado de trabalho e geração de renda”, afirma Ariane.

Desde outubro do ano passado, o projeto atende 23 alunos. “Nas primeiras aulas, eles aprendem a produzir os materiais. Depois que eles aperfeiçoam as técnicas, vem a etapa de ensiná-los a ser empreendedores. A ideia é que o Cidadão do Mundo seja um canal de vendas para eles”, explica Marcela.

Legado Socialworking

Atualmente, Badu Design e Linyon dividem um espaço no Legado Socialworking. Dessa maneira, Marcela e Ariane podem manter a boa sintonia que gerou o Cidadão do Mundo, administrar o projeto e pensar nos próximos planos para ele.

“Vir para o Socialworking foi uma mudança muito positiva para nós”, diz Marcela. “Outra coisa bem legal é que nesse espaço compartilhado nós conhecemos e mantemos vínculo com várias outras iniciativas. Assim como nós fizemos parceria, podem surgir muitas outras a partir desse convívio”, completa Ariane.

 

 

1/02/2017|Rede|