capa_facebook

legadofaeamani3

O Instituto Legado de Empreendedorismo Social e a FAE Business School, com o apoio do AMANI Institute, oferecem a primeira pós-graduação em Empreendedorismo e Negócios Sociais do país.

Matrículas abertas: INÍCIO EM MARÇO DE 2017

inscricoes-abertas

MARCAR UMA CONVERSA
REALIZAR MINHA INSCRIÇÃO

Um programa voltado a desenvolver e aprimorar a liderança, a inovação e visão estratégica e sistêmica de quem atua com impacto social. Conta com disciplinas que promovem atuação na prática e workshops com empreendedores sociais de renome nacional e internacional, facilitados por um corpo docente composto por especialistas atuantes e experientes em organizações sociais e negócios de impacto social.

A primeira turma, que iniciou em setembro de 2015 e está finalizando a grade de disciplinas em dezembro de 2016, conta com 30 profissionais de diversas áreas de atuação no terceiro setor, em negócios sociais, em institutos e fundações, no campo do investimento social e em instituições públicas e privadas.

Uma nova turma inicia em março de 2017, e as matrículas estão abertas!  Garanta sua vaga até 22 de dezembro de 2016 clicando em um dos botões ao lado.

Sobre o programa

A pós-graduação em Empreendedorismo e Negócios Sociais da FAE tem como objetivo promover e elevar o nível de reflexão, de formação e de capacitação de empreendedores, gestores, profissionais, participantes, voluntários e simpatizantes engajados em transformar a sociedade via empreendimentos sociais. É o primeiro curso de pós-graduação lato sensu do Sul do Brasil nesta área, resultado da parceria do Instituto Legado de Empreendedorismo Social com a FAE Business School, e o apoio do AMANI Institute.

Toda a estrutura e o desenvolvimento da pós ENS foram e estão baseados inteiramente em parcerias e co-construções com o ecossistema do empreendedorismo social e do terceiro setor de Curitiba, além de parceiros que atuam em âmbito nacional e internacional. O programa foi co-construído junto a um comitê de experts (Aldeia Coworking, Aliança Empreendedora, ASID, Avina, F123, Hospital Pequeno Príncipe, Instituto GRPCOM, Instituto Positivo, SPVS e NITS-URPF), que nos ajudou a compreender o perfil necessário de aluno que precisávamos formar; aquele necessitado e desejado por organizações, institutos, fundações e empresas, com habilidade de gestão e de tornar a ação social algo de impacto, transformador e estratégico.

Trata-se de um programa de pós-graduação composto por 360 horas de aula (10 disciplinas) mais 90 horas de projeto aplicado, definido pelo(s) aluno(s) com auxílio de um professor orientador. A estrutura das disciplinas para a segunda turma que inicia em março de 2017 está detalhada no site (http://www.fae.edu/cursos/?cid=88569365) e resumida abaixo:

01- Desenvolvimento Sustentável | 40h Março 2017 [terças e quintas]

02- Inovação Social | 40h Abril/Maio 2017 [terças e quartas]

03- Modelagem de Negócios e Projetos Sociais | 40h Junho 2017 [terças e quintas]

04- Direito do Terceiro Setor, Organizações Empresariais e Políticas Públicas | 40h Agosto 2017 [terças e quintas]

05- Captação de recursos e Investimento de Impacto | 40h Setembro/Outubro 2017 [terças e quintas]

06- Integral Leadership | 40h Julho 2017 ou Novembro/Dezembro 2017 [terças e quintas]

07- Indicadores de Sustentabilidade e de Impacto Social | 40h Março 2018 [terças e quintas]

08- Expansão de Impacto Social | 40h Abril/Maio 2018 [terças e quintas]

09- Disciplina(s) de opção livre | 20h + 20h ou 40h (o aluno tem liberdade de escolher uma disciplina de 40h ou duas de 20h dentro da disponibilidade de todas as disciplinas da pós-graduação na FAE, de acordo com seu objetivo de especialização profissional)

10- Pesquisa e Projeto de Curso | 90h (ocorre ao longo de todo o curso, e pode ser estendido por até 6 meses após o término da última disciplina)

Mais detalhes sobre as disciplinas: http://www.fae.edu/cursos/disciplinas-especificas.vm?cid=88569365

Alunos? O curso é destinado tanto a pessoas que já atuam no setor (terceiro setor, empreendedores sociais, voluntários, conselheiros), que atuam no entorno (apoio, investimento social, setor público, responsabilidade social corporativa e sustentabilidade) quanto às que desejam fazer parte desse campo (alunos recém-formados e executivos/profissionais que desejam migrar de carreira e/ou atuar no setor).

Como? A metodologia é totalmente baseada na prática e na interação dinâmica entre os participantes, focado na resolução de problemas práticos com visitas de e a iniciativas sociais, estimulando a troca de experiências, de conhecimentos e de ideias. As aulas são caracterizadas por diversos workshops com especialistas mobilizadores, atuantes experientes no setor.

Além desses parceiros, o curso traz para o programa de ensino profissionais gestores e empreendedores sociais de iniciativas sociais. As formas de interação são diversas, como discussão de cases, resolução de problemas específicos, co-criação de projetos entre organizações e alunos, visitas a organizações, cases e desafios reais trazidos pelos gestores em sala de aula.

O programa também faz parte de uma rede interuniversitária de empreendedorismo social, através da qual trocam-se experiências entre os programas voltados ao setor. Além disso, existe uma interação constante entre os alunos da pós e as iniciativas sociais que fazem parte da Rede Legado. Uma acompanhamento constante é realizado pela coordenação do curso junto aos alunos, para orientar, co-construir e fornecer contatos específicos dentro do setor, de acordo com os objetivos pessoais de cada um.

Quando? A pós ENS inaugurou em setembro de 2015 com sua primeira turma de 30 alunos, que finalizam a grade em dezembro de 2016. A nova turma inicia em março de 2017, com término das disciplinas ocorrendo em junho de 2018 (a depender da escolha da(s) disciplina(s) de opção livre), e o trabalho de conclusão de curso podendo ser finalizado até novembro de 2018.

Corpo Docente

  • Albert Estiarte, consultor em desenvolvimento social
  • Alessandra Schmidt, fundraising no Instituto Atuação
  • Alexandre Amorim, fundador da ASID Brasil
  • Caroline Arns, assessoria da superintendência no SESI-PR
  • Diego Baptista, fundador da Sociedade Global
  • Fernanda Andreazza, sócia na Arns de Oliveira & Andreazza Advogados Associados
  • Fernando Granato, fundador da Quíron Educação
  • Graziella Comini, professora da FEA-USP
  • Ilaina Rabbat, fundadora do AMANI Institute
  • José Vicente Cordeiro, diretor pós-graduação FAE Business School
  • Leonardo Jianotti, co-founder da CWB Capital
  • Lina Useche, presidente da Aliança Empreendedora
  • Rodrigo de Alvarenga, regional director Brazil – Startup Grind
  • Paulo R. A. Cruz Filho, gerente executivo do Instituto Legado
  • Rodrigo de Almeida, diretor do Grupo Index

Coordenação do curso

Paulo Cruz Filho acredita e se envolve no desenvolvimento do potencial de contribuição de cada pessoa e de cada organização para o aprimoramento de uma sociedade mais consciente, inclusiva e integral. Ativamente envolvido no campo do terceiro setor e dos negócios de impacto social, é gerente executivo do Instituto Legado. PhD em administração estratégica de empresas sociais no Canadá, é professor da FAE Business School, onde também  é coordenador dos cursos do Integral Leadership Program. É promotor do Sistema B no Paraná, além de consultor e pesquisador no campo de empresas sociais e terceiro setor na CRCÉS (Canada Research Chair on Social Economy) e no EMES (International Research Network on Social Enterprises), dentro do projeto global ICSEM (International Comparative Social Enterprise Models). Atua e atuou como mentor, membro de banca e palestrante no Projeto Legado do Instituto Legado, no Social Good Brasil, no Programa Choice da Artemísia, no programa Impulso do Instituto GRPCOM, na Líbria Aceleradora de Negócios Sociais, no Programa Gestão Global da ASID – Ação Social para Igualdade das Diferenças, no prêmio Ozires Silva – ISAE FGV e no Programa de formação de lideranças LabX da Fundação Estudar.

 

foto_face

Paulo Cruz Filho

Tem interesse em saber mais ou quer realizar a sua inscrição?

CLIQUE AQUI PARA AGENDAR UMA CONVERSA COM O COORDENADOR