Evento marcado para o dia 29 de novembro, às 19h, contará com apresentações de artistas nas áreas de dança, música e poesia, além de exposição de fotos, exibição de documentário e o lançamento de um livro fotográfico

O ano de 2017 foi muito representativo para o Instituto Legado de Empreendedorismo Social. Em cinco anos de Projeto Legado, a instituição chegou à marca de 100 organizações capacitadas e apoiadas gratuitamente, com foco e inovação e impacto. Esse também foi o ano de comemorar um sonho que se tornou realidade. Criado para conectar pessoas, empresas e iniciativas que atuam em prol das causas socioambientais, o Legado Socialworking tornou-se referência em fortalecimento do setor e construção de rede. É para comemorar tantas conquistas que o Instituto Legado realiza no próximo dia 29 de novembro, o Legado Experiência: uma festa em que a arte inclusiva e reflexiva se unirá às mais diversas causas do empreendedorismo social.

Iniciada em um coquetel com música ao vivo, a noite será marcada por sensibilidade, inspiração, criatividade e um olhar para a necessidade de investimento em tecnologias humanas que impulsionam a inovação e a transformação. No hall de entrada já será possível perceber a imersão cultural. Os artistas Henrique Marins Guimarães e Rodrigo Arns vão produzir uma pintura em estêncil, técnica muito utilizada na street art, de Zilda Arns. Pediatra, fundadora da Pastoral da Criança e três vezes indica ao Prêmio Nobel, Zilda morreu um 2010, durante o terremoto do Haiti. Seu trabalho humanitário ajudou a salvar a vida de milhares de crianças.

A programação ainda promete muitas experiências:

Lançamento do livro de fotografias Corpo em Questão

A obra é um olhar sobre a trajetória de 25 anos da poética de um trabalho de dança que valoriza a inclusão de pessoas com deficiência, iniciado por Andréa Sério, com a criação da Limites Companhia de dança (1992). O texto apresenta ao leitor as motivações para o trabalho, compartilha diferentes lógicas de criação artística desenvolvidas e revela as estratégias de existência ao longo do tempo, que impulsionaram reorganizações na estrutura da companhia e sua atualização com a criação da comunidade de artistas Nó movimento em rede (2014).

O livro é um convite à percepção do leitor para a fruição de imagens que revelam a ressignificação e a potência artística da diferença dos corpos na dança. A sensibilidade do olhar de duas gerações de fotógrafos – Sergio Vieira e Cayo Vieira – captura a interdependência das criações com os contextos artístico e sociocultural construídos com a presença de pessoas com deficiência na cena da dança contemporânea brasileira. Corpo em Questão terá uma noite de autógrafos com a presença de Andréa Sério. A obra também estará disponível para a venda, a um valor simbólico de R$ 20. A renda adquirida será revertida para a manutenção das atividades desenvolvidas pelo Instituto Legado.
Autores: Andréa Sério, Cayo Vieira e Sérgio Vieira. 


Intervenção de Dança: Visita Guiada

Criada pela dançarina Patrícia Machado, a intervenção urbana tem a proposta de questionar a espetacularização e o distanciamento entre a arte e o público. No trabalho, bailarinos estão expostos para visitação e os visitantes interessados têm o auxílio de fones de ouvido com áudio para explorar as obras, interagir e saber mais sobre os artistas. A ser transportada do museu/teatro para outros ambientes, a intervenção quebra as fronteiras entre espectador e obra, redesenhando uma nova relação-espaço social.

Em 2017, a metodologia Visita Guiada foi desenvolvida com crianças de três orfanatos no Haiti, com o Projeto “Criança que Dança” realizado pelo INSISTE – Instituto de Integração Social e Transformação Econômica. O projeto buscou transformar as histórias das crianças em “obras de arte” interpretadas por elas mesmas. Durante o Legado Experiência, Patrícia Machado vai fazer sua performance convidando os participantes a refletirem sobre a produção de arte e sobre suas próprias trajetórias de vida.


Poesia em Tempo Real: Olhar Devagar

A artista Diviane Helena vai compor e ler uma poesia criada em tempo real para o Legado Experiência. Ela senta, organiza o material e escreve com a máquina de escrever ou à mão. Sua escrita é sensível e marcada por escuta, delicadeza e aproximação. A performance já promoveu diferentes encontros com pessoas que passavam pela rua e de repente pararam, leram o texto, escutaram um trecho, dialogaram e falaram de si. Houve quem escreveu uma carta, a sua própria história ou uma poesia. Esse é um convite a olhar devagar, parar para um momento de singeleza, de troca, de comunicação e de encontro entre singularidades.

Além da composição e leitura em tempo real, serão exibidos trabalhos artísticos de crianças da Associação São Roque com a colaboração de Diviane. Um exemplo é o curta-metragem “A NOSSA CASA”, um projeto de criação em vídeo que procurou apresentar às crianças uma nova ótica sobre o lugar onde vivem. Para além da precariedade do espaço físico, o trabalho evidencia o valor das relações que fazem das casas um lar e como se pode criar arte dentro dela.

Celebrações

O Legado Experiência também será marcado pela entrega do Prêmio Legado de Empreendedorismo Social, em que três organizações serão contempladas com o investimento financeiro de R$ 10 mil. Nesse momento, as luzes estarão voltadas para o impacto social, mas sem deixar de lado a imersão no campo artístico. O evento também terá a palestra do presidente e fundador do Instituto Legado, James Marins, sobre o propósito de transformação massiva.

Grandes surpresas estão reservadas para os convidados nessa experiência em que empreendedorismo social e arte se encontram.

Serviço
Legado Experiência
Dia 29/11, a partir das 19h
Teatro Fernanda Montenegro – Shopping Novo Batel – Alameda Dom Pedro II, 255 – Batel
Inscrições:
https://goo.gl/forms/gPfeczE3IrLPXBcv2